O corpo, o amor e a sexualidade da mulher negra em poesia

O corpo, o amor e a sexualidade da mulher negra em poesia

Share With Your Friends

Escrita Preta

redacao@negrxs50mais.com.br

Nascida e criada em Santos-SP, Ornella Rodrigues tem 41 anos. É escritora, poeta, fotógrafa e arte-educadora. Agitadora cultural, promove saraus poéticos que têm como temática o corpo, o amor e a sexualidade da mulher negra. Seu processo artístico dialoga entre palavras e imagens. Versa sobre a escrita e as formas. Em seus últimos trabalhos “Cartografia afetiva, ancestralidade viva” e “Lua em exílio: amor em tempos de pandemia” (ambos elaborados com fotos e poesia), a artista revela uma busca por identidade, ancestralidade e, sobretudo, amor e afetividade. 

Em 2018 publicou seu primeiro livro autoral, intitulado “Como domar um coração selvagem”, pela Editora Fractal. O prefácio é do poeta Marcelo Ariel. Recentemente lançou o livro de poesias “Vênus em Touro”, pela Editora Desconcertos. Participou de duas antologias poéticas eróticas/feministas do Coletivo Louva Deusas, em São Paulo. Teve, ainda, suas poesias publicadas no Jornal A Tribuna, Revista Malarmargens e Revista Acrobata.

Ornella Rodrigues- O corpo- o amor e a sexualidade da mulher negra - poesia

Nesta edição do Escrita Preta, Nego Panda conversa com a poeta e apresenta duas de suas poesias. Ambas publicadas no livro  “Como domar um coração selvagem”.

Se não faço
Seu sangue 
Ferver
Seu pau
Latejar
Sua pele
Arder
Não me procura
Me esquece!

Amor sem paixão
É como
Sexo sem tesão

E não vale
O mel 
Que escorre
Entre minhas 
Pernas

Desejo 
Intensamente
Como 
Cada gota 
Do meu suor
Cada lágrima

Quero tudo
E agora
Sem devoluções
não tenho 
filtro
e nem
critério

quem vier
de coração
limpo
e de corpo
aberto

eu caio

como chuva
temporal

me alastro
feito pólvora

sou feita
daquilo
que transborda
arde

e deságua

Conte um pouco como você mergulhou nesse universo da poesia?

– Escrevo desde que me conheço por gente, mas só depois de adulta entendi que a poesia era minha voz, minha forma de me enxergar no mundo. Depois disso, tudo fez sentido.

Para uma mulher falar sobre erotismo é um ato político?

– Ser mulher é um ato político, para além do que atravessa nossos corpos, o erótico faz parte do que somos e foi através dele que fomos gerados. Falar sobre amor, sexualidade e liberdade tem sido a minha bandeira.

A arte salva vidas?

– Se estou viva até agora, foi porque orixá me mostrou o caminho da arte.

Como você se vê enquanto mulher preta escritora nesse universo racista e machista que vivemos?

– Infelizmente pra nós é muito difícil estar no meio literário e conviver com um sistema que, além de machista, também é racista. Mas acredito muito que a força está nosso trabalho.

Como você enxerga esse a literatura da nacional e na Baixada Santista? existem portas abertas para autores independentes?

– Sempre. Acho que é a única maneira de sair do círculo vicioso racista e burguês da literatura é fazer nosso próprio corre, sem depender deles.

Fale um pouco do seu novo livro, como foi o processo de escrita?

– O livro é um processo de reunião de coisas que escrevi em alguns momentos da minha vida. Quando sinto uma necessidade muito grande de colocar em palavras sentimentos. Os livros são apenas um veículo que uso pra tocar as pessoas.

Existe alguma escritora que te inspira, o que te motiva a continuar nessa caminhada?

– Primeiramente a imensidade de Hilda Hilst. Mas desde Rupi Kaur, a Elisandra Souza, de Conceição Evaristo a Elisa Lucinda, todas as mulheres que escrevem são inspirações pra mim.

Onde os leitores encontram seu livro para comprar?

– “Como domar um coração selvagem” está disponível no site da editora Fractal. “Vênus em touro” esta a venda no site da editora Desconcertos e diretamente comigo.

Que mensagem você gostaria de deixar as leitoras e leitores

– Leiam poetas negras.

Contatos Ornella: Instagram, Facebook, Youtube.

O Escrita Preta tem a curadoria do editor e poeta Nego PandaWhatsApp: (13) 996950466. Instagram@nego_pandaFacebookPoeta da Boêmia

Leia também:



negrxs50mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *